Enxame #4 -1.Editorial






Editorial

Maria Bernadete de Carvalho [[1]]



Chegamos, com este, ao quarto boletim preparatório para a Jornada de outubro, “O inconsciente e o mestre contemporâneo: o que pode a transferência?”, com contribuições valiosas para irmos desdobrando as questões abertas pelo tema geral e pelos diversos eixos de trabalho propostos, disponíveis no Boletim Extraordinário.

Tornamos aqui acessível, na rubrica Pingos nos ís, o cuidadoso trabalho apresentado por Ram Mandil no Seminário Preparatório dedicado ao eixo intitulado “A pulsão fora da transferência e a causa triunfante”. Sem se deter diante disso que inicialmente parece fora do alcance da psicanálise, o encaminhamento dado por Ram resulta num verdadeiro programa de pesquisa. Para não estragar a surpresa de sua leitura, digo apenas que o texto transita por conceitos fundamentais da Psicanálise – a pulsão e a transferência - e que encontra neles orientação para interrogar, com a originalidade que lhes é própria, os deslocamentos que marcam a atualidade.

Os ganhos de saber desse percurso já se anunciam na precisão conceitual de expressões como “manifestações pulsionais não aparelhadas pelo simbólico”; “transferências fora da relação de saber” e, também, com a retomada do conceito de narcisismo e do caminho reversivo da pulsão, para examinar a produção subjetiva de posições defensivas, eventualmente violentas. Pulsões de vida e de morte se mesclam e Ram, com Freud, nos convida à pesquisa de seus enlaçamentos.

Interessa a essa mesma conversa a contribuição de Lúcia Grossi, na seção Peças escolhidas. Em seu texto, ela examina a expressão “perturbar a defesa contra o real”, contextualizando sua utilização por J.-A. Miller no Seminário intitulado “La experiência de lo real em la cura psicoanalítica” e ressaltando a importância do conceito de defesa em Freud.

Da mesma forma, o texto de Inês Seabra, em Ditos e escritos, por se debruçar sobre a transferência em suas relações com o tempo, compõe um mosaico por onde vão se delineando os contornos do que pode e de como pode a transferência.

Ainda nessa rubrica, contamos com as contribuições de nossos convidados, Marina Recalde (AE – EOL) e Bernardo Jefferson de Oliveira (Professor na Faculdade de Educação – UFMG), que se dispuseram a responder às provocações que lhes foram feitas, a respeito do mestre contemporâneo. Marina nos conta em vídeo, de forma generosa e precisa, sobre a incidência do discurso capitalista em sua clínica. Bernardo, por sua vez, contrasta as diferentes relações cognitivas da história ocidental, para destacar, como um traço da atualidade, a coexistência das diversas modalidades de relações.

Em Zumzumzum do mestre, Lilany Pacheco comenta o filme Blade Runner 49, de Ridley Scott, a partir do furo no saber. E foi, também, no trabalho de ir discernindo os comandos do mestre contemporâneo, as respostas dos sujeitos e as formas da transferência que transcorreram as atividades de conexão com a Rede Municipal de Saúde Mental de BH e com o Laboratório Janela da Escuta, conforme notícias redigidas por Marcelo Quintão e Renata Mendonça, respectivamente.

Com essas e outras contribuições, as conversas sobre o tema da jornada vão se aquecendo, em tempo de provocar nossos leitores a registrarem suas observações, pesquisas, casos, estudos, etc. e enriquecerem com seus achados, as discussões do encontro. O prazo para a submissão dos trabalhos vai até o dia 30 de agosto.

Na rubrica O que vem por aí, encontra-se o programa das próximas atividades preparatórias, agora em torno do quarto eixo, intitulado “O amor que faz falar o sintoma: o parceiro analista”. Confiram!

Desejando a todos bons momentos de leitura, agradecemos, muito especialmente, à artista plástica Jade Marra[[2]] pelos trabalhos cedidos para publicação nesta edição.









[[1]] Membro Seção Minas


[[2]] JADE MARRA (n. 1992), graduanda em Artes Plásticas pela Escola Guignard – UEMG, vive e trabalha em Belo Horizonte. Para conhecer melhor seu trabalho, acesse: www.jademarra.com


http://jornadaebpmg.blogspot.com/2018/07/enxame-4-2-pingos-nos-is.html

Jornada EBP-MG