L'INCS #2 - 2. O QUE HÁ DE NOVO?





 

Meu nome de Batismo é Jairo e meu sobrenome é Melo. Jaloo, portanto, é a junção do meu nome e sobrenome. Assim se apresenta o músico paraense que diz ter sido descoberto pela música. Através da brincadeira em um programa de música, entendeu que realmente poderia fazer isso. Daí iniciou um intenso trabalho de pesquisa via google e tutoriais de youtube. Jaloo define seu percurso como inteiramente autodidata. Se diz um “filho da internet”. Além de fazer as letras e criar as batidas de suas músicas também fez a produção de seu primeiro álbum e dirige seus próprios clips. 

Nomeia-se também como um “freak” pessoa estranha e com aparência esquisita. Diz se comparar à figura feminina. Através de suas roupas e corte de cabelo busca se aproximar da mulher e assim questionar a falta de respaldo e respeito à figura da mulher na sociedade. Para ele, do ponto de vista do homem, a mulher é sempre inferior e questionável. Ele toma para si a função de questionar preconceitos com seu corpo e sua música. Quando perguntado se prefere ser tratado como a Jaloo ou o Jaloo, diz: tanto faz! 

Jornada EBP-MG