GPS off road – Boletim da XVI Jornada da EBP-MG – n. 10

“A HORA DO ENCONTRO...”

Teremos 540 pessoas participando da XVI Jornada da EBP-MG: desde ontem, segunda-feira, as inscrições se esgotaram.

No GPS off road n. 9, destaquei que a montagem de um corpo libidinal na forma de “programa de uma Jornada”, bem como sua realização, é resultado de um trabalho cuja sustentação não se limita aos nomes listados no Programa. Neste último GPS off road, que circula poucos dias antes da Jornada, gostaria de agradecer mais particularmente a Sérgio de Castro e a sua Diretoria, pela confiança que me foi depositada para coordenar essa atividade que, há dezesseis anos, é o ápice do trabalho realizado na EBP-MG, sempre em consonância com o Campo Freudiano e a Associação Mundial de Psicanálise. Também gostaria de agradecer, aqui, também de modo especial, cada um dos colegas que compõem as Comissões e me ajudaram cotidianamente na coordenação e que continuarão me acompanhando na efetivação do que assistiremos nos próximos dias 28 e 29: cada um de seus nomes encontra-se no final deste boletim eletrônico.

Como muitos colegas de fora de Belo Horizonte vão se transferir para essa cidade nesse final de semana, informo-lhes que, segundo o Climatempo, haverá sol, nuvens e chuva – ou seja: uma miscelânea de eventos atmosféricos – nas próximas quinta-feira e sexta-feira. Esse “mix” também deve se fazer presente no sábado e no domingo. A temperatura variará entre 18º e 28º. Considerando o dia azul e ensolarado que está fazendo hoje, terça-feira, em Belo Horizonte, bem como os 22º desta tarde, é difícil acreditar que vai chover e fazer frio no final de semana, especialmente porque ontem se previa para hoje o mesmo “mix”... Entretanto, a atmosfera é como a mulher na célebre ária que Verdi faz o Duque de Mantua cantar, ou seja, é mobile. Por isso, sobretudo quem estiver arrumando as malas para vir para cá, é bom consultar o Climatempo antes de fechá-las. Essa “natureza” mobile também coloca-nos todos  na condição que François Leguil, na entrevista para o Estado de Minas, destacou como sendo própria à psicanálise: quando não se está preparado para nada, é preciso estar pronto para tudo.

É chegada “a hora do encontro” que, como compuseram Milton Nascimento e Fernando Brant, “é também despedida” e este é o último GPS off road. Mas as Seções e Delegações da EBP, assim como as Escolas da AMP e os Institutos do Campo Freudiano corporificam o que, também com Milton Nascimento e Fernando Brant, eu chamaria de uma efetiva “plataforma” da “estação” chamada Psicanálise. Assim, por exemplo, no início deste mês, a École de la Cause freudienne fazia suas Journées e, no final de semana passado, aconteceu a Jornada da EBP-Bahia... No próximo final de semana será a vez da EBP-MG e da EBP-Santa Catarina... Em novembro, a EBP-São Paulo e a EBP-Paraíba farão suas respectivas Jornadas e haverá um Colóquio na EBP-Rio. Fechando o ano, ao longo de toda uma semana de dezembro, a Escuela de Orientación Lacaniana realizará suas Jornadas Anuais e uma série de atividades... Esse turbilhão, que prosseguirá no próximo ano e, como a pulsão, não pára, permite-me efetivamente dizer, evocando mais uma vez a canção já citada neste parágrafo, que “a plataforma” da “estação psicanálise” é mesmo “a vida” dessa atopia que envolve singularmente cada psicanalista de orientação lacaniana.

Até breve,

Sérgio Laia – Coordenador da XVI Jornada da EBP-MG


PS.: No final deste número, repito o PROGRAMA DA XVI JORNADA DA EBP-MG.



*******

COMISSÕES DA XVI JORNADA DA EBP-MG

Científica: Lúcia Grossi (coordenadora), Helenice de Castro, Márcia Rosa, Suzana Faleiro Barroso, Sérgio de Campos e Sérgio Laia.
Divulgação: Cristina Nogueira (coordenadora), Andréia Guerra, Edméia Nogueira, Ernesto Anzalone, Fernando Casula, Fabrício Ribeiro,  Inês Seabra de Abreu Rocha, Miguel Antunes, Mônica Lima e Robson Campos.
Infraestrutura: Márcia de Souza Mezêncio (coordenadora), Ana Elisa Maciel, Antônio Morelli, Kátia Mariás, Luciana Silviano Brandão, Luzmarina Morelo, Marcelo Quintão, Maria Angélica Medrado, Maria das Graças Sena e Maria Wilma de Faria.
Livraria: Mônica Campos Silva (coordenadora), Beatriz Espírito Santo e Fernanda Costa.
Tesouraria e patrocínio: Alessandra Thomaz Rocha (coordenadora), Ana Lydia Santiago, Beatriz Espírito Santo, Cristiane Barreto, Helenice de Castro, Lilany Pacheco, Maria Inácia Freitas e Samyra Assad.

*******

PROGRAMA DA XVI JORNADA DA EBP-MG

DIA 28 DE OUTUBRO – SEXTA-FEIRA

Manhã

8h às 9h – Credenciamento

9h15min às 10h15min
ABERTURA – Sérgio de Castro
CONFERÊNCIA – Sérgio Laia

10h15min às 12h15min – PLENÁRIA Coordenação: Antonio Beneti
A MUDEZ, OS POKÉMONS, AS COISAS INCOMUNS E O ANALISTA
Acting-in – Suzana Faleiro Barroso
Pokémons: meus monstros de bolso – Maria Rachel Botrel Lima
Gente comum, amores incomuns – Márcia Rosa


Tarde

15h às 16h – PLENÁRIA – Coordenação: Elisa Alvarenga
O QUE SE LÊ EM UMA ANÁLISE HOJE
Vacilações do simbólico ou: palavra, novo modo de usar – Lucíola Freitas de Macêdo
Da escrita à ficção – Cristina Drummond

16h às 17h – PLENÁRIA – Coordenação: Sérgio Laia
Lacan vivo, uma antibiografia – Jésus Santiago


17h às 17h30min  – Intervalo

17h30min às 19h30min – SEMINÁRIO INTERNACIONAL
As demandas contemporâneas feitas à psicanálise
a ilusão terapêutica da felicidade
François Leguil
Coordenação: Cristina Drummond


19h30min – LANÇAMENTO DE REVISTAS & LIVROS


Curinga 31. O analista analisante - Editores Scriptum e EBP-MG.

Curinga 32. Confins do simbólico - Editores Scriptum e EBP-MG.

Fernando Pessoa e Jacques Lacan: Constelações, letra e livro - Autora: Márcia Rosa - Editora Scriptum.

Psicanálise Caso a Caso -  Celso Rennó - Editora Scriptum.

Scilicet 2012. A ordem simbólica no Século XXI - Organização: Angelina Harari e Vera Avellar Ribeiro - Editores Scriptum e EBP.

Homem dos Lobos ...com Lacan - Organização: Sérgio Laia e Ana Maria Figueiró - Editores Scriptum e IPSM-MG.

Clínica Psicanalítica das Psicoses: o impasse da transferência - Márcia de Souza Mezêncio - Editora Coopmed.

Psicologia Jurídica -  Célio Garcia - Editora Ophicina de Arte e Prosa.

Interfaces -  Célio Garcia - Editora Ophicina de Arte e Prosa.

Estamira, novas formas de existência -  Célio Garcia - Editora Ophicina de Arte e Prosa.

Vida de Lacan: Escrita para Opinião Esclarecida – Jacques-Alain Miller – Editora Lituraterra






DIA 29 DE OUTUBRO – SÁBADO

Manhã (Mesas Simultâneas)

9h as 10h15min

SALA A
MESA 1 – Coordenação: Cristiana Cardoso Pitella de Mattos
Corpos descarrilhados e ação analítica
Fragilidade simbólica, desordens do imaginário: uma questão diagnóstica – Patrícia Ribeiro
“...ele me deixou essa vírgula” – Mariza Renna de Vitta
Transferência e “acting-out”: o que resta do amor – Thales Siqueira de Carvalho

SALA B
MESA 2 - Coordenação: Fernanda Otoni Barros-Brisset
Desorientações infanto-juvenis, o sentido do supereu e o fora de sentido
Como ter alegria se não sofrer muito? – Margarete Parreira Miranda
Paternidade e DNA no século XXI – Monica Campos Silva
O amor ao pai como via de acesso ao saber – Margaret Pires do Couto

SALA C
MESA 3 – Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti
O super-homem, o morto-que-teme e o que não funciona
Entre o toque de Midas e o desejo – Iara M. Penteado
Tirando lasquinhas: uma via para tratar o incurável – Rosângela Silveira
O “isso funciona” e a psicanálise lacaniana – Luciana Silviano Brandão Lopes


10h15min às 11h30min

SALA A
MESA 4 - Coordenação: Cassandra Dias Farias
Os excessos nos corpos e as respostas psicanalíticas
Do desvario pulsional ao sintoma analisável – Paula Duarte Félix de Souza
Marcas no corpo, marcas de gozo – Tereza Facury
“Estou à meia bomba”: quando algo do real do corpo incide sobre a castração – Selma de Amorim Pau Brasil

SALA B
MESA 5 - Coordenação: Ram Mandil
O feminino, o infantil e o onírico – três velhos-novos enigmas
Como interpretar a insatisfação feminina na nova ordem simbólica? ­– Tania Coelho dos Santos
“Unerkannt” e a clínica infantil ­– Lúcia Mello
Babel – Sérgio de Mattos

SALA C
MESA 6 – Coordenação: Lilany Vieira Pacheco
As anorexias, suas tramas e o que a psicanálise faz com elas
Uma posição de exterioridade com relação aos significantes – Maria Bernadete de Carvalho
Uma delicada transição: adolescência, anorexia e escrita – Cristiane de Freitas Cunha e Nádia Laguárdia de Lima
Deliciosa: como ser mulher e não virar secretária – Ernesto Anzalone


11h30min às 12h45min

SALA A
MESA 7 – Coordenação: Eduardo César Benedicto
Aceleração e desaceleração do inconsciente
Por uma aposta na análise – Loren Alyne Costa
A função conectora do Um e o incurável – Samyra Assad
L.H.O.O.Q. Da cura como demanda à cura como desejo – Ednei Soares

SALA B
MESA 8 – Coordenação: Nohemí Ibañez Brown
Norteamentos analíticos para as perturbações dos corpos 
Qual instrumento? – Cristiane Barreto
Adolescência: ato da puberdade, precariedade das elaborações – Carla Capanema
Destinos da transferência na época do Outro que não existe – Bruno Machado

SALA C
MESA 9 – Coordenação: Henri Kaufmanner
A orientação pelo real no tratamento das psicoses
O piloto automático – Yolanda Vilela
Marcelo quer ser homem – Camila Alvarenga
Sob o efeito da apresentação de paciente – Cristiana Miranda Ramos Ferreira


DIA 29 DE OUTUBRO – SÁBADO

Tarde

14h30min às 14h30min – PLENÁRIA I DO PASSE
Primeiro Testemunho como Analista da Escola (AE) – Ana Lydia Santiago
Debatedor: François Leguil
Coordenação: Ana Lúcia Lutterbach-Holck

15h30min às 16h30min – PLENÁRIA II DO PASSE
Como analiso hoje, depois do meu final de análise
Angelina Harari
Sérgio de Campos
Debatedor: François Leguil
Coordenação: Ana Lúcia Lutterbach-Holck


16h30min às 17h – Intervalo

17h às 19h – SEMINÁRIO INTERNACIONAL
As demandas contemporâneas feitas à psicanálise
As condições da clínica hoje
François Leguil
Coordenação: Simone Souto


19h – ENCERRAMENTO
Sérgio de Castro

Jornada EBP-MG